Psicomotricidade: reflexos clínicos e educacionais

Deixe um comentário para Andréia Baptista FalcãoCancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

GIPHY App Key not set. Please check settings

42 Comments

  1. Esse texto endossa ainda mais a questão da capacitação de educadores (e outras profissões que lidam com a mente humana) para buscar cada vez mais entendimento sobre a mente, para entender como é a realidade de cada sujeito e como cada uma é construída, compreendendo que, por mais que os seres humanos são “iguais”, são ao mesmo tempo diferentes em sua totalidade.
    O texto, trazendo esse aspecto individual, de como cada ser é cada ser, deixa claro que como a vida é exigente (vida no sentido literal, em se manter vivo), de como a mente humana nos sabota, mas ao mesmo tempo, no brincar, expressa um pedido de socorro que cabe aos próprios seres humanos olharem e atenderem a esses pedidos.

  2. Psicomotricidade é compreender o corpo humano. Ela está diretamente ligada ao brincar e ao lúdico. Ao trabalhar a Psicomotricidade na Educação Infantil, o professor possibilita o amadurecimento da criança, e é na Psicomotricidade que a criança desenvolve sua linguagem, socialização e desenvolve seus aspectos motores.

  3. A Psicomotricidade é a ciência que tem como objeto de estudo o homem através do seu corpo em movimento e em relação ao seu mundo interno e externo; sendo assim, podemos utiliza-la em diversos recursos de instrumento psicomotor, e o brincar é um deles. O brincar, favorece o desenvolvimento psicomotor de qualidade e de uma exploração das habilidades do indivíduo na aprendizagem, na escolhas, respeitando o tempo, o desejo e o ritmo de cada crianças.

  4. Através do brincar a criança pode desenvolver capacidades importantes como a atenção, a memória, a imitação, a imaginação, ainda propiciando à criança o desenvolvimento de áreas da personalidade como afetividade, motricidade, inteligência, sociabilidade e criatividade.

  5. A psicomotricidade amplia as possibilidades de entendimento e compreensão dos processos de aprender e não aprender, contribuindo para a prevenção do fracasso escolar na medida em que olha para o sujeito de maneira aprofundada na tentativa de compreendê-lo, sendo o corpo um instrumento comum na relação das duas ciências….

  6. A psicomotricidade traz uma nova relação homem x mundo; É através dela que se engloba o corpo humano e a mente, desenvolvendo as capacidades psicomotoras do individuo. E na educação infantil quando associada atividades ou brincadeiras que induzem questões cognitivas/físicas a qualidade de vida da criança se torna mais eficaz e a evolução de seu corpo e sua mente tem resultados mais significativos.

  7. O texto chama atenção de pais, educadores para a importância do brincar e o lúdico para as crianças pois é nesse brincar que conseguimos identificar a personalidade de cada um, a importância das particularidades de cada um, e que ninguém é igual a ninguém e não devemos ficar nos culpando por isso ou por que a outra e melhor cada um tem sua importância e valor na sociedade.

  8. Em um mundo de constante evolução e mudanças no qual se exige adaptações e habilidades funcionais e intelectuais, por meio do lúdico, é possível alcançar experiências inteligentes e reflexivas com as crianças, apoiando a construção do pensamento desde as idades iniciais, desenvolvendo cada uma delas de acordo com o seu próprio corpo e, respeitando as características particulares das mesmas.

  9. A psicomotricidade mostra bem a relação que existe entre o movimento, o pensamento e a afetividade nas crianças. Ela é um ciência que tem como objeto de estudo o homem, pois amplia também, o entendimento é a compreensão dos processos de aprendizagem. Tudo muito rico!

  10. Realmente, a psicomotricidade além do brincar, pois o lúdico é muito importante, assim sendo, é uma ciência que tem como objetivo o entendimento e a compreensão dos processos de aprendizagem.

  11. os educadores precisam se capacitar para que possam estar preparados para o bom desenvolvimento e estimulação frente a capacidade de cada aluno, buscando a melhor didática para o trabalho com coordenação motora. A psicomotricidade , como estimulação aos movimentos da criança, tem como meta: Motivar a capacidade sensitiva através das sensações e relações entre o corpo e o exterior (o outro e as coisas). Cultivar a capacidade perceptiva através do conhecimento dos movimentos e da resposta corporal.

  12. É de suma importância trabalhar a psicomotricidade com a criança, pois a partir daí ela terá seu desenvolvimento, seja mental, seja na coordenação motora fina/grossa, no entendimento do outro e percepção dos sentidos.

  13. A psicomotricidade deve ser trabalhada para favorecer o desenvolvimento, elementos mal estruturados podem prejudicar a aprendizagem do indivíduo nao favorecendo seu desempenho psicomotor e intelectual.

  14. A psicomotricidade e a ludicidade estão interligadas no desenvolvimento corporal, emocional e social da criança, sendo ambas indispensáveis no processo de aprendizagem.
    A ludicidade facilita a aprendizagem e a psicomotricidade ajuda no desenvolvimento psicossocial, afetivo e intelectual da criança.

  15. É muito importante trabalhar a psicomotricidade na educação infantil, prevendo a formação do desenvolvimento motor, psicológico, cognitivo e afetivo da criança, podendo através de brincadeiras e atividades de ludicidade as conscientizar sobre o seu corpo, contribuindo para a aprendizagem, além de tornar as aulas mais prazerosas.

  16. O texto vem falando que o mundo lúdico é um mundo onde a criança está em constante exercício. É o mundo da fantasia, da imaginação, do faz de conta, do jogo e da brincadeira. Se pode dizer que o lúdico é um grande laboratório que merece toda atenção de pais e educadores de uma forma geral, pois é por meio dele que ocorrem experiências inteligentes e reflexivas, praticadas com emoção, prazer e seriedade.

  17. O texto aborda a importância da psicomotricidade para o indivíduo em sua formação. Como professores é indispensável o conhecimento sobre o assunto para compreender o ser da criança, cada uma com sua especificidade, contribuindo assim de forma significativa para o desenvolvimento e estruturação corporal. Através da psicomotricidade o indivíduo utiliza seu corpo para exteriorizar o que sente.

  18. O olhar clínico sobre a psicomotricidade é algo muito importante na educação, é necessário que hajam profissionais capacidades, de qualidade nesta área, para uma análise eficaz de cada caso em relação ao aprendizado. É uma área que deve ser observada o quanto antes já que está também tem ligação com outros campos de conhecimento.
    Fazendo isso é possível trabalhar de forma a garantir o pleno desenvolvimento da criança nesse processo de aprendizagem.

  19. Psicomotricidade contribui de maneira expressiva para a formação e estruturação do esquema corporal e tem como objetivo principal incentivar a prática do movimento em todas as etapas da vida de uma criança. A psicomotricidade é apresentada para buscar maior compreensão da necessidade de se trabalhar o corpo e a mente, de modo que a criança domine seus movimentos e melhore sua expressão corporal.

  20. A evolução motora do ser humano ocorre de modo previsto pels natureza, entretanto é preciso estimulaçoes a essa evoluçao bem como para prevenir perturbações que exigem modalidades interventiva.
    Por isso que a psicomotricidade deve ser trabalhada des de cedo vom as crianças, além dos benefícios que ela traz, é importante lembrar que a psicomotricidade é a ciencia que tem o objetivo de estudar o homem através do seu corpo.

  21. A psicomotricidade auxilia de modo significativo a formação e estruturação do esquema corporal e tem como prioridade estimular a prática do movimento em todos os processos da vida de uma criança é uma ciência que se uni por vários pontos de vista diferentes, pois utiliza de várias outras ciências constituídas com o intuito de possibilitar ao indivíduo dominar o seu corpo de maneira fácil e que economize energia e mantenha um equilíbrio satisfatório.

  22. A psicomotricidade e a relação entre movimento, pensamento, afetividade onde o homem desenvolve habilidades para desenvolver sua comunicação ,adaptar os novos saberes e alcançar equilibrio.Por isso, o ato do brincar na área educacional é tão relevante , pois os jogos e brincadeiras fazem com que o aprendizado ocorra de modo eficaz e significativo.

  23. E muito importante o estimulo dos movimentos nos anos iniciais da criança, para seu desenvolvimento psicomotor. Cabe ao professor um bom planejamento e busca de recurso, seja ele adquirido ou criado, a observação, avaliação e busca de resultados.

  24. O texto nos lembra de que é através de nossas experiências individuais que aprendemos a lidar com nossas experiências de sucesso e fracasso, nos fazendo pensar mais uma vez de que é no brincar que a criança nos demonstrará de que forma ela lida com essas experiências, e por isso é importante que deixemos que ela conduza sua criatividade. Falando também da importância da psicomotricidade em ligação com a ludicidade que trabalham em conjunto para o desenvolvimento da criança.

  25. No desenvolvimento humano somos formados por 3 dimensões: Cognição, afetividade e psicomotricidade, onde vai forma o sujeito integral e integrado. Dessa forma podemos analisar a importância da psicomotricidade no desenvolvimento humano, como ela ajuda a desenvolver habilidades motoras. Através do brincar o sujeito vai expressar suas emoções podendo realizar um processo evolutivo no meio social. É como e importante o profissional ter um olhar diferenciado para a psicomotricidade.

  26. Como o texto diz, a psicomotricidade é uma área recente, porém já tem grande repercussão e muitos feitos para diversas áreas de atuação.
    Na pedagogia ela de atrela a diversas situações em que pode ser atribuída e proveitosa. O conhecimento desse ramo é essencial para o professor da educação infantil, pois fará com que ele perceba alguns sinais com antecedência.

  27. É notório quanto a psicomotricidade é importante para o desenvolvimento humano, trabalhar esses atividades facilitam no desenvolvimento, estimulando a capacidade de movimentos e aprendizagem ao decorrer da vida.

  28. A criança está em constante evolução, todos os dias e todos os fatos são uma situação de aprendizado. Trabalhar a psicomotricidade na educação infantil e fundamental para que a criança tenha um desenvolvimento motor saudável sem defasagem.

  29. A criança necessita de experienciar atividades coletivas que lhe possibilitem
    o aprimoramento de sua criatividade, espontaneidade e maturação; seu processo
    de crescimento e desenvolvimento, são construídos concomitantemente com o
    desenvolvimento de práticas corporais, ao mesmo tempo em que subsidiam o
    cultivo de bons hábitos de alimentação e higiene aliadas ao lazer

  30. O corpo humano esta ligado a psicomotricidade e contribui de maneira expressiva para a formação e estruturação do esquema corporal.
    Por meio da brincadeira a criança expressa suas emoções, desenvolve raciocínio lógico, se socializa e interage.

  31. O desenvolvimento psicomotor é definido como uma manifestação instintiva
    do ser humano, porém faz-se necessário um auxílio adequado para não haver
    retardos nesse esquema. A psicomotricidade é um meio de imprevisíveis recursos
    para combater a inadaptação escolar. O conhecimento do
    próprio corpo, através de movimentos, proporciona o desenvolvimento global do
    indivíduo de forma irreversível. Através de exercícios lúdicos, como brincar, saltar,
    cantar e correr, são reveladas emoções e sentimentos que a criança poderá
    compartilhar com seus pares.

Como identificar a depressão infantil

A sintomatologia da depressão infantil em tempo de isolamento social. Saiba como identificar!

Seis benefícios do brincar!