Raiva, medo, alegria, tristeza, são emoções primarias e nem sempre as criança chorando - Pesquisa Google | Criança chorando, Crianças, Rostocrianças, mesmo cognitivamente saudáveis, conseguem lidar com elas de forma equilibrada, principalmente quando estímulos familiares e escolares não são saudáveis.

Uma criança que permanece em um ambiente familiar onde existem adultos inseguros e instáveis, temerosos pelas incertezas da conjuntura, numa estrutura onde conflitos podem surgir, muitas vezes experimenta a dor da rejeição, impaciência, hostilidade, cobranças excessivas e criticas facilitando para que um comportamento depressivo possa,, facilmente, se instalar.

Sintomas como apatia, tristeza, isolamento, desanimo, cansaço, falta de energia, desinteresse no brincar, etc. podem revelar a depressão infantil. Mesmo a irritabilidade, falta de apetite ou agressividade podem estar presentes. Outras vezes há tristeza e evidência da infelicidade sem esforços de luta ou rebeldia, como se fosse uma desistência.

“…A sintomatologia pode ser agrupada em sintomas cognitivos, afetivos, comportamentais e físicos. Enquanto as mudanças cognitivas estão relacionadas a uma visão negativa de si mesmas, do mundo e do futuro, incluindo auto critica, desesperança, pessimismo, dificuldade de concentração e pensamento de morte, alterações comportamentais referem-se ao afastamento social, falta de prazer e de interesse pelas pessoas e atividades”. (CRUVINEL, BORUCHOVITCH, pg.12).

Episódios depressivos maiores geralmente apresentam situações  Depressão Infantil | Psicólogo em São Paulopersistentes por mais de duas semanas, incluindo perda de apetite e peso consequente, insônia, alterações psicomotoras, prejuízos no pensamento e até pensamentos e atos suicidas, esse último geralmente para acabar com sentimentos de dor (DSM-V).

Muitos familiares não percebem esses sintomas, pois há algo profundamente interno que nem sempre percebemos o significado. Há poucos instrumentos para se avaliar e diagnosticar a depressão infantil, a maior parte é observação e adaptação de instrumentos e técnicas quase sempre desconhecidas pelos pais. Por isso, a recomendação é que, diante de alguns sintomas, a família procure um especialista.

 

Publicação sugerida pelo autor.

Sem Comentários

Você pode postar o primeiro comentário.

Deixe um comentário

Por favor, insira seu nome. Por favor, indique um endereço de email válido. Por favor, indique uma mensagem.