Visão e comunicação! Os motivos para prosseguirmos na nossa trajetória existem, são parte da força da vida, no âmago de cada pessoa. A curiosidade e a predisposição à ação é inerente a cada um. Entretanto, a comunicação entre os homens exige que se busque alcançar esses motivos para transformá-los em ação.

A ânsia da colaboração e a disposição de ajuda podem ser acionados quando somos capazes de nos ver na dor do outro.

Na educação, a ânsia de aprender, saber, realizar, também pode ser acionada pelas formas de comunicação quando as palavras, gestos e todo tipo de mensagem que possa atingir a essência do ser em suas necessidades, desejos, aspirações e sensações de prazer ao aprender.

Trocar a frase “sou cego, ajude-me” pela frase “o dia está lindo, pena que não posso ver”, faz com que o outro se sensibilize e reconheça a felicidade de poder enxergar o que o próximo não consegue.

Na educação, um docente, humano e competente, precisa utilizar a comunicação de modo a alcançar o aprendiz no âmago de seus motivos, a partir dele mesmo, seguindo a mais forte orientação que nos foi dada: a de ressignificar a dor que nos impede de prosseguir a trajetória da vida!

Publicação sugerida pelo autor.

68 Comentários Respondidos

  • Kelly Pechincha De Campos  18 de julho de 2017 em 21:11

    O vídeo me fez refletir sobre como somos extremamente individualistas, somos e fazemos isso muitas vezes sem perceber, pela rotina diária.
    Pensamos se eu der uma moeda ou comida a aquele necessitado eu estarei o ajudando , porém não paramos para pensar que existem varias formas de ajudar uma delas é mostrar afetividade , ouvir sua história se aproximar daquela pessoa e mostrar a ele que sua dor pode ser aliviada ou transformada através da nossa sensibilidade .

    Responder
    • Fabiane Silva Morais Arpini  8 de outubro de 2017 em 11:23

      E importante agente ter consciência que a dor vai estar sempre batendo na nossa porta, seja por uma perda de um parente, de um emprego ou um término de um relacionamento essas experiência nos traz dores inevitáveis e muitas delas não dependam de nós. Cabem a nós mesma não ficar remoendo tudo carregando o peso da negatividade em tudo, temos que superar o passado e olhar pro futuro voltando pra solução dos problemas

      Responder
  • Adriana Lano  19 de julho de 2017 em 16:00

    Com esse vídeo podemos perceber o quanto um simples ato pode ajudar o próximo. E muitas vezes com nossa correria do dia-a-dia não tiramos sequer um minuto para ajudar ao próximo e não necessariamente uma grande ajuda precisamos fazer. Uns dos pequenos atos que podemoa fazer é quando por exemplo estamos no ônibus e entre o idoso o que custa dar o seu lugar a ele, outro exemplo é quando entra uma pessoa com sacolas ou mochila já que estamos sentados podemos pegar e levar para ele, e um dos maiores atos é quando mesmo com todos os nossos problemas diários conseguimos tirar aquele tempinho na hora de entrar no ônibus e falar um bom dia, um boa tarde, ou até um boa noite com motorista e cobrador, pois pode ser um simples ato um simples gesto para nós, porém para ele é um grande reconhecimento fazendo assim que eles se sintam bem melhor naquele dia.

    Responder
  • Larissa volkers Pimentel  19 de julho de 2017 em 16:43

    O vídeo mostra a dor em que o senhor está passando por ser cego e não poder enxergar o que está acontecendo em sua volta, isso é a realidade de uma porcentagem de pessoas que não tem visão nenhuma, mas para que isso possa se converter vale da disposição de cada um para se ter a curiosidade e o seu interesse e que não se deixe abalar ou entra em depressão a si mesmo é valido também as pessoas ditas normais não abusem de pessoas assim, e que se faça a sua própria ajuda, é como na educação se damos ao todo para ajudar um aluno que tem suas limitações, é sempre bom fazer um gesto de amor e solidariedade .

    Responder
  • Fábio Xavier Calais  19 de julho de 2017 em 18:15

    A comunicação do ser humano é representada de acordo com sua necessidade,sendo assim cabe ao próximo ter um olhar crítico quando o outro tentar passar sua mensagem e o entende – lo de forma humanista, o ajudando em suas representações nas várias formas de chamar a atenção.
    No contexto pedagógico cabe ao professor ,ler o que seus alunos querem lhe dizer para desenvolver a melhor forma de ensino aprendizagem.

    Responder
  • Rayane Silva Soares Bastos  20 de julho de 2017 em 13:53

    Esse vídeo não nos da apenas um exemplo de amor ao próximo, mas sim nos leva a refletir no que estamos fazendo para ajudar e até mesmo modificar a realidade daqueles que nos rodeiam. É necessário que nós como professores tenhamos esse olhar diferenciado com os nossos alunos, enxergando neles as verdadeiras necessidades que os mesmos trazem consigo. Enxergar o outro de maneira mais afetiva, conversar, tentar ajudar é de grande valia para aquele que precisa de um minuto do nosso tempo.

    Responder
  • Marciani Vieira Memeli  20 de julho de 2017 em 14:10

    Esse vídeo nos mostra como e fácil ajudar o nosso próximo, e nos preocupamos sô com a nossa vida e esquecemos que um dia podemos estar na mesma situação ou precisando de uma palavra amiga de um simples abraço ou ate mesmo de um prato de comida .

    Responder
  • Jadson Rodrigues de Assis  7 de outubro de 2017 em 21:39

    Ressignificar:
    Atribuir um novo significado a; dar um sentido diferente a alguma coisa.
    O video e a penas uma forma de nos mostrar que podemos tornar o dia de nosso semelhantes diferentes , o ser humano esta cada vez mais individualista , se esta bom para si ótimo .
    O que esta faltando de verdade e o amor ao próximo , nos colocar no lugar de nosso semelhate , parar de ser hipócritas e achar que esta tudo bem onde esta tudo péssimo , pessoas sofrendo caladas sem ter com quem desabafar , nos preocupamos e julgar as pessoas onde na verdade deveriamos e ajudar .
    Esta escrito : e , por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos esfriará.
    Um Relato que gostaria de Deixar.
    Eu Junto a minha esposa e meus filhos estavamos voltando da Igreja em uma manha de sabado, onde paramos próximo de casa quando derepende um morador de rua se aproximou da janela do carro e disse a seguinte frase : Que Deus abençõe você e toda sua familia .
    Quando parei para refletir, ele nas condições em que se encontrava estava proferindo lindas palavras de bênção , eu o que estou fazendo para tornar o dia do meu próximo melhor?………..
    Que Tenhamos mais amor ao próximo .

    sds
    Jadson Assis
    1º Periodo de Psicologia
    FAEV

    Responder
  • Nathiely Avancini da Silva Coelho  8 de outubro de 2017 em 18:47

    Nesses dias corridos cheios de compromissos profissionais e tecnologias a nossa disposição têm nos direcionado a sermos mecânicos, pouca atenção damos aos nossos próximos e não é porque não nos importamos, mas pelo motivo de nos deparar todos os dias com situações tão parecidas e frequentes que esquecemos que ali bem abaixo de nossos olhos poderia estar um ente querido, um familiar. O que uma atitude por menor que seja pode fazer na vida de uma pessoa que precisa de ajuda, é inimaginável e o que esta pequena atitude constrói dentro de nós é recompensadora e fortalecedora. Olhar pra dentro de si e transformar a dificuldade em motivação, “usar a pedra no caminho como degrau para a subida” redireciona aquilo que um da poderia ser motivo para desistir em exemplo de motivação para o nosso próximo.

    Responder
  • paulo  10 de outubro de 2017 em 13:45

    Dar novo significado a dor…Parece difícil, estamos caminhando por dias nebulosos em nossas vidas onde nossas dores a cada instante sobressaem as nossa virtudes e resiliência. O trabalho da psicologia hoje, sem dúvidas trilha para um dos mais promissores e importantes papeis na vida do individuo, esse “novo” significado da dor nem sempre pode ser superado sozinho. Atribuir novo significado a dor é dar uma nova chance a si mesmo, e perceber o quão suave é a do,r quando damos menos importância a ela.

    Responder
  • Kleidiane Maria Classner  10 de outubro de 2017 em 15:19

    A dor sempre vai estar presente em nossas vidas , muitas das vezes ela vem e junto com ela a superação e com isso ganhamos também o aprendizado pois mudamos a nossa maneira de agir, e ser mais atencioso e paciente com o próximo ,ao invés de ficarmos nos lamentando achano que a nossa dor é maior do que as dos outros vamos levantar a cabeça e dar a volta por cima e conviver com ela, seja qual for o problema que esta causando a dor e tentar acabar com esse sofrimento se possível e seguir em frente por que amanha é um novo dia.

    Responder
  • denise barros  11 de outubro de 2017 em 09:49

    resignificar a dor essa palavra é mesmo bonita,dar um novo significado a nossa dor é possivel ? bom penso que o ser humano é fascinante, pois, se quiser consegue fazer qualquer coisa.até passar por traumas,fortes perdas e seguir em frente continuar a viver tirando experiencias e forças dessas perdas e traumas.se supera a si mesmo a cada dia.é claro que nao vamos esquecer pessoas amadas queridas. quando vemos a dor do outro olhamos para nós mesmos e damos mais valor a vida que temos

    Responder
  • Joyce G. Braga Dos Santos  11 de outubro de 2017 em 13:04

    Como muitas das vezes somos ingratos. Pela manhã ao acordarmos, invés de ajoelhar e agradecer a Deus pelo dia, levantamos de pressa e nem se quer agradecemos, reclamamos do emprego, do patrão, muitos não tem um emprego, reclamamos do almoço, enquanto muitos não tem se quer um pão pra comer, reclamamos da roupa, da casa, enquanto muitos, não tem casa nem um cobertor para se agasalhar no frio.

    Amor ao próximo, é o que precisamos ter, sentir o que eles sentem, parar de reclamar do que temos, ajudar aqueles que necessitam, ninguém é melhor do que ninguém, ninguém é inferior a ninguém, somos todos iguais, que possamos ter consciência disso, e praticar o bem todos os dias.

    Responder
  • Natalia Alice de Souza Rodrigues dos Reis  11 de outubro de 2017 em 14:25

    Me ffez refletir..
    Temos que agradecer a Deus a cada dia por colocar pessoas boas em nosso caminho …
    Ajudar ao próximo um gesto tão lindo.
    E ainda existe pessoas más que aproveitam disso para fazer o mal..
    Como cconseguem? Será que lá no fundo existe um pouco de arrependimentos?
    Achei lindo o gesto..

    Responder
  • Daniele Carolina  11 de outubro de 2017 em 16:21

    Sim,como retrata bem o vídeo ressignificar é possível, e a arma utilizada foi a comunicação assertiva!
    Existem muitas formas de se comunicar ,há várias formas de dizer a mesma coisa.As duas frases dizem que o homem é cego,mas somente uma (a segunda)foi capaz de trazer a sensibilidade e atuação das pessoas que por ali passavam.
    Uma forma correta de ressignificar traz bons resultados.

    Responder
  • Alexsandra Piedade de Oliveira Gonçalves  13 de outubro de 2017 em 11:42

    Muitas vezes na vida vemos aquilo q queremos ver . Que triste !!!
    Nossas dores, decepções, perdas, em fim, nos deixa cegos e vivemos cada minuto dessa dor. Mas podemos escolher continuar nessa posição ou crescer c essa dor , fazer diferente e enchergar como um novo aprendizado para a vida. Mudar a forma de ver as coisas . É como o copo pelo metade de água, uns o verão meio vazio e outros o verão meio cheio. Pontos de vista diferentes. É possível sim dar um significado diferente as nossas dores . Saber conviver c elas e ajudar as pessoas tbm nesse sentido , se colocando no lugar de outros . As dores nem sempre vem p nós destruir , muitas vezes vem p nos libertar , fazer crescer e até p nos tornar pessoas melhores , o q de fato deveria ser nosso objetivo maior de vida , sermos pessoas melhores.

    Responder
  • Lauana Rocha  13 de outubro de 2017 em 13:59

    “Amar o próximo como a si mesmo”
    muitos de nós temos essa dificuldade,ficamos tão preocupados com a dor de nosso umbigo que esquecemos que a nossa cura pode ser remédio para o outro.Se não formos apaixonados por nossa vida como amar a história do outro.

    Responder
  • Marinalva ramaldes  13 de outubro de 2017 em 22:56

    É possível sim dar um novo significado a nossas dores, é possível aliviar a dor do nosso próximo.
    Muita das vezes quando nos deparamos com um Andarilho um mendigo e damos um pão ou uma moeda, pensamos que estamos fazendo uma grande ação, só que acabamos esquecendo que um abraço, um bom dia ou até mesmo um simples sorriso vale mais que mil moedas e alimenta a alma trazer um fio de esperança e diminuindo a dor de quem às vezes já não tinha nem mesmo motivos para seguir adiante.

    Responder
  • Marinalva ramaldes  13 de outubro de 2017 em 22:59

    É possível sim dar um novo significado a nossas dores, é possível aliviar a dor do nosso próximo.
    Muita das vezes quando nos deparamos com um Andarilho um mendigo e damos um pão ou uma moeda, pensamos que estamos fazendo uma grande ação, só que acabamos esquecendo que um abraço, um bom dia ou até mesmo um simples sorriso vale mais que mil moedas e alimenta a alma trazendo um fio de esperança e diminuindo a dor de quem às vezes já não tinha nem mesmo motivos para seguir adiante.

    Responder
  • Eduardo Torezani  14 de outubro de 2017 em 00:29

    Acredito que todo ser humano tem a capacidade de fazer comparações simples. Quem já passou por experiencias de quase-morte consegue encarar situações muito mais complexas que outras pessoas que não passaram por nada semelhante. O valor das coisas simples está parece ser percebido somente na ausência delas. Naquilo que temos de comum como a comida, a bebida e a perfeita saúde tendemos a nos sensibilizar quando estamos expostos a sua ausência e o autruísmo (por menor que seja a dosagem em um ser humano) torna-o capaz de sentir uma fração disso em sí quando o vê no outro.
    Eduardo Torezani- 1o periodo de Psicologia- Faculdade Europeia de Vitoria

    Responder
  • Camila Dornelas  14 de outubro de 2017 em 10:32

    “Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas que já têm a forma de nossos corpos e esquecer os nossos caminhos que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia… E se não ousarmos fazê-la teremos ficado para sempre à margem de nós mesmos.”
    Fernando Pessoa

    Dar novo significado a um acontecimento, redirecionar a rota da vida…um desafio!

    Responder
  • Nathalia Ribeiro Pelegrino  14 de outubro de 2017 em 14:02

    A dor nunca vai deixar de existir ainda mais se for um ente querido que tenha partido,mais sim o que é possível fazer
    é tentar focar somente nos momentos felizes e assim ira conseguir resssignificar a dor.

    Responder
  • Lucineudo batista  15 de outubro de 2017 em 11:56

    Oque percebemos e vivenciamos hoje e uma sociedade individualista mas que ainda existe pessoas que fazem boas acoes. Acredito que uma das melhores forma de ressignificar a dor e simplesmente com um ato de solidariedade com aquele que precisa.

    Responder
  • Suellen Batge  15 de outubro de 2017 em 17:57

    Sim, acredito que seja possível ressignificar a dor, podemos tentar agir e ver um problema que estamos vivendo, seja no trabalho, na vida particular, na família e até mesmo alguma doença, com outros olhos, podemos e devemos tentar ver essa dor como uma forma de se fortalecer, como mostra no vídeo foi com uma simples mudança de frase que mudou o pensamento das pessoas, e é com esses ensinamentos da vida que vamos mudando a forma de sentir tal dor.

    Responder
  • Fernanda Neitzel Cypreste  15 de outubro de 2017 em 19:28

    Sim, acredito que é possível dar um outro significado as nossas dores, creio que a dor nunca vai deixar de existir principalmente se essa dor for causada pela partida de um ente querido, mas podemos tentar transformar a dor em boas lembranças. Esse vídeo relata que é possível anestesiar a dor do próximo com um simples ato.

    Responder
  • ADRIANO PIRES  15 de outubro de 2017 em 20:55

    sim e totalmente possivel,ainda que estamos diante de uma realidade muito dificil,por razoes obvias nem todos pensam como a mulher do filme,nem todos procuram olhar a dor do outro,olhar de um outro angulo a situaçao que o outro esta passando,e muitas das vezes e o fim pra alguem por nao ver e nao encontrar alguem que estenda a mao ou tome uma atitude com a finalidade de mostrar o proximo que sempre existira uma saida,sempre havera uma outra possibilidade.

    Responder
  • Vanessa Augusto de Deus  15 de outubro de 2017 em 23:21

    Refazer, recriar e retirar afeto de alguma coisa, é uma maneira inteligente de mudar a vida de alguém, e a nossa vida também para melhor, de encontrar novamente a motivação para levar algo adiante, seja pessoal, afetivo ou profissional. E principalmente porque ajudar faz bem para alma.

    Responder
  • Adriana Vieira de Souza Santos  15 de outubro de 2017 em 23:57

    O individualismo humano é automático…uma atitude que deve ser policia constantemente, pois nossas necessidades como um ser “social” não se limita em receber o que vem do outro, mas também o que oferecemos(troca, relacionamento).
    Tocar o OUTRO pra que entenda a “essência” de uma mensagem e esta resulte em uma ação positiva(ou não) são técnicas existentes pra diversos fins, inclusive à dor.
    MOTIVAÇÃO…é o que produz movimento, traz a sensação de se estar ganhando muito mais do que se esta investindo(considerando valores e ganhos conceitos bem particulares), isso muda o anglo da visão, traz novo sentido, gera nova energia com ações diferenciadas.
    A resposta ao texto é sim, ou uma tentativa que é constante enquanto existir vida.

    Responder
  • Vanda Nolasco Sepulcro  17 de outubro de 2017 em 18:35

    sim, foi exatamente isso que o vídeo nos mostra,quando não obtemos resultado naquilo que estamos fazendo ,as vezes precisamos de mudar ,nesse caso foi a comunicação,mas podia ser qualquer outra ,talvez um comportamento, atitude até como mesmo nos vermos ,como superamos a nossa dores.

    Responder
  • Andressa Almeida de Amorim  18 de outubro de 2017 em 10:05

    Sim, temos duas opções; lamentar as coisas ruins e que nos trazem dor, ou tornar a dor impulso para que possamos redirecionar nossa vida. Fazer da dor uma escada para nossos objetivos é a forma mais inteligente de lutar contra ela. A dor também nos faz mais fortes, é tudo questão de escolher ver o lado bom ou ruim de cada coisa.

    Responder
  • Renilda Felicio Leonidio Silva  18 de outubro de 2017 em 11:41

    Podemos fazer a diferença com pequenas atitudes.Podemos ajudar alguém a vencer obstáculos se não sermos egoistas e fecharmos os olhos para os problemas das pessoas.Pequenas atitudes podem trazer grandes transformações.Existem várias formas de comunicação ,cabe a cada uma pessoa ou profissional encontrar essa melhor forma de trazer a realidade e a sensibilidade pra cada indivíduo que precisa.Ajudar alguém é fazer a diferença no mundo.

    Responder
  • Losangela Aparecida da silva  18 de outubro de 2017 em 19:31

    Mesmo nas situações mais dificil,que podemos passar,em nossas vidas sempre vai haver uma solução,para os nossos problemas por mais dificil que ela seja.

    Responder
  • Vanessa Câmara  18 de outubro de 2017 em 23:38

    A comunicação é uma ferramenta magnífica que através dela podemos tocar a alma , o coração e a mente dos que nos rodeiam, muitas das vezes nós mesmos não damos conta de quão poderosa ela é!

    Responder
  • Jeander Nunes Dutra  19 de outubro de 2017 em 02:14

    Trazendo esse vídeo para nossa vida as vezes precisamos mudar nossas palavras de desânimo para q problemas possam ser resolvidos e n se torne maior que realmente é. Muita das vezes acabamos ofendendo pessoas que amamos por n saber se expressar e até menosprezamos o problema do nosso próximo achando que já temos problemas demais e por isso não se damos o prazer de ajudar o nosso próximo. “costumo dizer que temos que tomar muito cuidado com o que falamos por que tem palavras que machucam e ferem mais do que um golpe de Faca”.

    Responder
  • Jamille R. Zeferino Waiandt  19 de outubro de 2017 em 08:45

    Ressignificar, dar um novo significado para algo que te machucou, que está doendo ou que marcou negativamente a vida. Neste vídeo foi possível perceber o quanto é prejudicial ou pouco efetivo focarmos nossa comunicação na dor, no problema ou no negativo. É necessário dar um novo significado para isso sem contudo distorcer, minimizar ou ignorar a dor ou o problema. Se ele existe é possível pensar em como dar um novo significado para ele, ou seja, ressignificá-lo.

    Responder
  • Anna caroliny campos  19 de outubro de 2017 em 10:11

    É interessante como este video nos sensibiliza tanto, talvez pela frase ou pela ação da moça… é uma pena que na vida real não tenha uma musica dramatica no fundo, ou o foco da camera direto nessas pessoas, pois no dia a dia estamos sempre correndo para trabalhar, estudar ou qualquer outra coisa, e muitas vezes, pessoas assim passam desapercebidos por nós. Diante do video pude ver que ajudar ao proximo nao quer dizer necessariamente ajudar financeiramente, mas muitas vezes dar atençao, e mostrar o quanto esta pessoa é importante.

    Responder
  • Willian Vicente Zanotti  19 de outubro de 2017 em 13:36

    Todos nós temos nossos anseios e angustias durante o percurso da vida. Isso muitas vezes reflete de uma forma negativa em nossos afazeres diários, pois o que nos desequilibra emocionalmente acaba tirando a autonomia de nós mesmos, deixamos de ser gestores de nossos pensamentos. Isso porque interpretamos nossas limitações e impossibilidades de uma forma equivocada, trazendo um terrível sentimento de inferioridade. Se passarmos a racionalizar a dor de uma forma recíproca com a emoção, conseguiremos acredito eu resinificar a dor, tanto do próprio eu e quanto do outro, através visão e comunicação mais humana.

    Responder
  • denise silva januario  19 de outubro de 2017 em 14:28

    Poxa como somos extremamente egoístas precisamos mudar nossos pensamentos gestos e habitos, seria tão fácil se todos pensassem do mesmo jeito “sou humano e sempre vou precisar da ajuda do próximo “porque não somos perfeitos.

    Responder
  • suammer forrechi  19 de outubro de 2017 em 15:06

    temos que olhar o mundo com outros olhos , as vezes pensamos que somos melhores e não somos não fazemos as coisas com amor fazemos por obrigação ou querendo algo em troca ,somos egoístas. nesse vídeo mostra como um simples gesto muda tudo ou melhor uma simples frase o dia está lindo, pena que não posso ver, vamos deixar de lado o nosso individualismo e agir com amor .

    Responder
  • Gislaine Estevo  19 de outubro de 2017 em 15:56

    Não sabemos qual é o grau de uma dor de uma pessoa ou quão difícil seja a situação que ela está passando em determinado momento da sua vida, mas só fato de estarmos vivos já é uma alegre esperança de dias melhores. O vídeo mostra claramente como as pessoas só se sensibilizam quando que o simples fato de “ver”é muito importante , e que aquele pobre homem não tinha essa alegria. E apatir disso as pessoas tem na consciência a importância da vida. Vê a vida pelos olhos do outro e isso é fabuloso!

    Responder
  • Lorraine Peres  24 de outubro de 2017 em 16:33

    Enxergar o problema do próximo como se fosse nosso nos da uma capacidade muito maior de ajuda lo.
    E consequentemente torna se um aprendizado para nossas vidas,quando ajudamos alguém estamos nos ajudando,pois hoje a luta,a dor é dele mas amanhã pode ser sua,minha.
    Quando passamos a enfrentar o problema como algo solucionável rapidamente enxergamos uma saída.
    Priorisar o sofrimento não é a melhor opção,fazer com que a pessoa entenda isso é imprescindível.
    O que muitas vezes para nós é um cisco no camimho,para outros pode ser um muro.
    É importante nos colocarmos no lugar do outro,é importante cuidar do próximo.
    Mais importante ainda é nos colocarmos donos da situação não deixando assim aquilo que facilmente poderia ser resolvido nos afundar.

    Responder
  • Cristiane Lourenço da Silva  24 de outubro de 2017 em 17:52

    Ressignificar é atribuir um novo significado a acontecimentos através da mudança de sua visão sobre as coisas . Percebe o mundo de uma maneira mais agradável proveitosa e eficiente.

    Responder
  • Hélida Scalfoni  24 de outubro de 2017 em 23:11

    A partir do momento que nós entendemos o que falta no outro, o que ele deixa de viver, estamos compreendendo o significado da dor, estamos dando um novo sentido a busca do viver.

    Responder
  • Diego Afonso de Souza  25 de outubro de 2017 em 23:24

    Acho que a partir do momento em que você passa a enxergar ou pensar, “E se fosse comigo?”, tudo mudaria, você tem a opção de olhar para “nossa, comer isso de novo?” ou “muito obrigado meu Deus, tenho oque comer”. A ingratidão cada vez mais toma esta tomando nossos dias, um simples “bom dia, ola, como vai?” pode mudar o dia de uma pessoa, talvez pode mudar o dia de uma determinada pessoa, ou ate mesmo, um simples abraço, não mostrar afeto, atenção, amor pelo próximo, para mim, você esta sendo ingrato pelo seu dia, pelo seu dom de falar, pela sua vida e ate mesmo pelo fato de você poder sorrir para alguém

    Responder
  • Lucilene de Ornelas Soares  26 de outubro de 2017 em 01:44

    Ao depararmos com este rico vídeo, observamos sobre a educação comparada ao gesto humano e carinho sobre a ânsia de retribuir algo há alguém que realmente não tem possibilidade nenhuma de aprender, devido sua visão..
    Remete o vídeo que o saber, realizar, também pode ser acionada pelas formas de comunicação quando as palavras, gestos e todo tipo de mensagem que possa atingir a essência do ser em suas necessidades, desejos, aspirações e sensações de prazer ao aprender.
    Trazendo um resultado prazeroso e elevando o ego do necessitado.
    Tenhamos um olhar mas apurado! e com intima compaixão.
    AFINAL SOMOS SERES HUMANOS!!

    Responder
  • Larissa  17 de junho de 2018 em 23:03

    As palavras tem uma força muito poderosa, se utilizarmos de forma correta podemos mudar muita coisa. Na maioria das vezes o que mais precisamos não é de dinheiro e bens materiais, mas sim de palavras que nos mostre um caminho a seguir.
    No caso desse senhor, ele foi muito grato pela atitude da moça em apenas escrever algumas palavras em seu cartas. Dois segundos que ela parou ali,fez toda a diferença para ele, sem prejudicar o tempo dela.
    Precisamos de mais atitudes como está, olhar mais para o nosso próximo, ajudar sem esperar nada em troca. Talves um simples gesto de carinho e atenção,pode mudar um dia ou até mesmo a vida toda de uma pessoa.

    Responder
  • Cristiane Araujo Coutinho Gil  24 de junho de 2018 em 16:16

    Podemos colocar esse vídeo como uma representação de um paciente (o cego) com seu psicanalista (a mulher que consegue recolocar as palavras do cego de uma forma a se fazer entender) e a família ou sociedade (que a princípio ignora, mas diante da ferramenta correta passa a estar atento a nescessidade do outro).
    Emocionante esse vídeo.
    Se todos colocassemos mais no lugar do próximo o mundo seria um lugar melhor.

    Responder
  • Bruna Holanda  26 de junho de 2018 em 14:40

    Dar um novo significado a dor e assim mudar a visão do outro sobre ela. O vídeo traz uma mensagem emocionante e fala sobre a importância da comunicação, as vezes deixamos de lado coisas importantes apenas pelo modo em que foi dita, mas quando reorganizada percebemos sua real importância e a mulher no vídeo mostra isso… a mesma coisa em palavras diferentes fez com que as pessoas parassem para pensar e perceber o valor daquilo que tem e o outro não tem, uma ótima reflexão sobre as necessidades do próximo.

    Responder
  • Edileuza Santos Pessini  27 de junho de 2018 em 10:18

    Muito emocionalmente esse video.
    As vezes são pequenos gesto que faz a diferença na vida de quem é um portador de deficiência, seja ela qual for, nos dias de hoje as pessoas estão cheio de si que as vezes não consegue ver a necessidade do outro.
    Como a educação também faz a diferença, a linguagem que o homem faz as pessoas não dão tanta importância, mas com palavras que a mulher usa, as pessoas consegue intender a realidade da dificuldade, as palavra bem usada são elas reflete sentimentos.

    Responder
  • Sandra Rose Falcao Vidal  27 de junho de 2018 em 13:31

    Acredito que podemos sim ressignificar a dor.As vezes não temos retorno positivoem certas atitudes que tomamos, mas se passarmosa agir de uma outra forma com o mesmo sentido, podemops mudar o rumo de nossa historia. E tambem nao basta pensar e estagnar, é preciso açao e determinaçaopara fazer a diferença.

    Responder
  • elealza alves ofrazio  1 de julho de 2018 em 12:46

    Ressignificar é dar a si mesmo a oportunidade de transformar algo ruim em algo positivo. É continuar vivendo com esperança, motivação, otimismo e entusiasmo. alimente emoções positivas. Olhe pra frente e de a si a chance de também passar por seu próprio processo de ressignificação. isso com certeza, libertara você de mágoas, dores, lembranças e angústias. te ajudara a perdoar quem te feriu e igualmente a se libertar de quem tenha lhe ferido. Ressignificar é um ato de amor: ame-se e viva!

    Responder
  • Rafael Gomes  2 de julho de 2018 em 15:53

    Podemos perceber o quanto um simples ato pode ajudar o próximo. E muitas vezes com nossa correria do dia-a-dia não tiramos sequer um minuto para ajudar ao próximo e não necessariamente uma grande ajuda precisamos fazer. Está faltando de verdade e o amor ao próximo, nos colocar no lugar de nosso semelhante, parar de ser hipócritas e achar que está tudo bem onde está tudo péssimo, pessoas sofrendo caladas sem ter com quem desabafar, nos preocupamos e julgar as pessoas onde na verdade deveríamos e ajudar.

    Responder
  • Elcimara Ferraz  2 de julho de 2018 em 17:45

    Amor ao próximo não é piedade, é cuidado, retribuição. Tocar com cuidado o mundo do outro pode ocasionar em grandes revoluções. O vídeo nos faz questionar nossa desatenção com as pessoas a nossa volta, e o quanto perdemos com isso.

    Responder
  • Thayná de Souza  3 de julho de 2018 em 13:45

    É totalmente possível. Percebemos nesse simples ato do vídeo, onde mudando apenas algumas palavras, você muda o sentido das coisas, você ajuda o próximo. As palavras tem o poder de força, basta sabermos usá-las nos momentos certos, e com as pessoas certas! Se todos colocássemos mais no lugar do próximo o mundo seria um lugar melhor.

    Responder
  • Wermenson S Brito  3 de julho de 2018 em 14:27

    A comunicação muda tudo. Mesma frase palavras diferente, novo significado para a dor e assim uma mudança da visão do outro com o próximo. Seria uma ótima reflexão se olhássemos para o outro e pensasse: “e se fosse comigo?” além de passar a pensar no outro também valorizaríamos o que temos

    Responder
  • Maria José da Silva Oliveira  3 de julho de 2018 em 17:38

    Ressignificar é um verbo transitivo que caracteriza a ação de atribuir um novo significado a algo ou alguém, sendo assim ressignificar nossa dor, é sim possível. O vídeo nos faz refletir que, podemos dar um novo significado a nossa dor, assim como também podemos aliviar a dor do nosso próximo. Todos nós temos dores, mas muitas vezes ao invés de fazermos dela um motivo para seguirmos em frente mostrando-a por um lado reflexivo, acabamos mostrando o lado difícil. Pequenos gestos, grandes ações.

    Responder
  • Thalia Gomes  4 de julho de 2018 em 02:00

    Sim! Ressignificar a dor é possível, mas não é uma tarefa tão fácil. Ressignificar algo é dar-lhe um novo sentido e muitas das vezes ainda não descobrimos como dar um novo sentido para a dor. Ficamos durante um tempo remoendo e reafirmando a dor, é normal. Mas chega uma hora que precisamos re(existir), sair da mesmice e tentar olhar qual foi o aprendizado que tal dor nos proporcionou e através disso, nos questionar como podemos mudar e melhorar, seja para ajudar a nós mesmos ou ao nosso próximo. Podemos sim, encontrar um novo sentido para continuar vivendo, isso não quer dizer que a dor não irá incomodar as vezes, mas conseguiremos passar por ela com mais facilidade.

    Responder
  • Andréia Baptista Falcão  4 de julho de 2018 em 04:40

    Nós não podemos modificar os fatos/acontecimentos que ocorreram em nossas vidas, mas todos podemos ressignificar. Quando isso ocorre há uma transformação em nosso comportamento, em nosso modo de “olhar” a vida.
    Como é importante verificar que aquilo que nos angustiava, nos deixava nervoso, triste, com raiva e com medo, já foram ressignificados, os sintomas amenizados, lembramos é claro, mas aquilo já não tem tanto poder sobre nós. Já não machuca tanto.

    Responder
  • Irone  4 de julho de 2018 em 14:26

    Esse video nos faz realmente refletir que as vezes pequenos atos , simples atitudes faz toda diferença.o modo que nos expressamos , muda circustâncias! Imagino a dor desse senhor quando as pessoas nao dava tanta atençao a ele, mas um simples gesto uma simples atitude, daquela mulher fez uma revoluçao, fazendo com que as pessoas prestassem mais atençao na sua realidade de vida.
    Pequenas atitudes faz toda diferença!

    Responder
  • laudiceia de souza ramaldes leal  4 de julho de 2018 em 17:04

    O que todos deveria ter é este tipo de atitude em nosso dia a dia! Com
    comportamentos constante estendendo as mãos ao próximo, sem receber nada, da forma pura fazendo com que ele sinta o amor sendo transmitido pela simples ação. não é só o dinheiro que vai fazer uma pessoa achar que ajudou e que completou o seu dia, e sim uma simples mão estendida de quem menos esperamos.

    Responder
  • Estevão Barboza  4 de julho de 2018 em 17:26

    A maneira com que nos expressamos e ressignificamos nossa dor e nossas mazelas, podem passar a ser encarada com outra visão e pode passar a ser abordada de diferentes maneiras. É muito importante entendermos que podemos dar outro significado a aflições vividas por nós, para que assim, possamos viver esses momentos de maneira construtiva e positiva

    Responder
  • clislaine oliveira  4 de julho de 2018 em 18:52

    podemos aprender a pensar de outro modo sobre algo de ruim que nos marcou em algum momento e que de certa forma prejudica o atingimento de futuros resultados positivos em nossa vida. É o mesmo que pegar a dor e retirar a essência do que isso pode te trazer de bom, extrair aprendizado do sofrimento e seguir a vida de maneira leve focando no quanto determinadas dificuldades podem nos fortalecer.

    Responder
  • Yasmim Carvalho  4 de julho de 2018 em 23:18

    O modo em que nós mesmos nos colocamos rótulos referente a situações vividas, é oque muitas vezes nos limita de seguir em frente, de conseguir caminhar novamente sem um alguém querido. Quando entramos em situações complicadas, automaticamente nos rotulamos com tristezas, desgosto pela vida, ansiedades, agonias etc… É isso afasta coisas boas da gente. Precisamos ter muita das vezes um choque de realidade para voltar a ativa, voltar a caminhar sozinhos com as próprias pernas. O fato de enxergar novamente que a vida continua, muita das vezes se torna um fardo em certas situações. E é aí que devemos parar, respirar e refletir sobre o caminho que estamos trilhando. E muitas das vezes a ajuda está sempre ao nosso lado, devemos apenas aceita-la quando for preciso!

    Responder
  • Ruimar brito dos reis  4 de julho de 2018 em 23:30

    O vídeo nos faz a refletir sobre nós mesmo, como uma palavra ou uma frase pode muda ate mesmo a história de nossas vida.
    Muitas vezes samos tao egoista arrogantes com o meio em que vivemos e esquecemos que podemos ser tao diferente,ressignificando,mudando a nossa visão sobre o mundo.

    Responder
  • Eliane Torezani  4 de julho de 2018 em 23:40

    Toda dor deve ser levada em consideração e jamais menosprezada.
    Não ha problema algum em expressar a dor, porem a forma de comunicação faz toda a diferença.
    Recignificar a dor pode ser o melhor a ser feito, ou seja, dar novo significado,olhar de forma a encarar e tirar aprendizado da dor levando a uma reflexão.
    Encontramos pessoas impacientes, que não tem Coseguem para que seu sofrinento seja amenizado

    Responder
  • Eliane Torezani  4 de julho de 2018 em 23:45

    Toda dor deve ser levada em consideração e jamais menosprezada.
    Não ha problema algum em expressar a dor, porem a forma de comunicação faz toda a diferença.
    Recignificar a dor pode ser o melhor a ser feito, ou seja, dar novo significado,olhar de forma a encarar e tirar aprendizado da dor levando a uma reflexão…

    Responder
  • Valesca Amaro Gomes  4 de julho de 2018 em 23:48

    “O significado de todo acontecimento depende do filtro pelo qual o vemos. Quando mudamos o filtro, mudamos o significado do acontecimento, e a isso se chama ressignificar, ou seja, modificar o filtro pelo qual uma pessoa percebe os acontecimentos a fim de alterar o significado desse acontecimento. Quando o significado se modifica, as respostas e comportamentos da pessoa também se modificam.”

    Responder
  • Raiane Pereira  5 de julho de 2018 em 16:47

    Percebemos o quanto somos ingratos pela vida que temos, temos muito e achamos que temos tão pouco, achamos que já vimos muito mas vimos pouco, e o quão é importante enxergamos a dificuldade do outro e poder ajudar com o que sabemos, assim além de fazer bem ao proximo enxergando seus problemas e ajudando, fazemos o bem pra nós mesmo

    Responder

Deixe um comentário

Por favor, insira seu nome. Por favor, indique um endereço de email válido. Por favor, indique uma mensagem.