A literatura na primeira infância 1A leitura não é repouso e alienação, ela é forma altamente ativa de lazer, diz Cunha (1999) exige concentração, reflexão, participação ativa de quem lê, ajuda a tornar o sujeito crítico e criativo, mais consciente e produtivo, facilita o acesso à linguagem falada e escrita. A literatura tem papel significante no estímulo cognitivo desde a infância.

Precisamos evitar nos encostar nas desculpas da política educacional dos efeitos da comunicação das massas, dos poucos recursos e predisposições das escolas e nos empenharmos mais como despertadores da leitura literária nos estudantes, desde a educação infantil, comecemos a partir de nós mesmos afastando a nossa preguiça de ler.

Argumentamos falta de tempo, preço alto do livro, a carência deles na biblioteca… Mas, esse é um instrumento básico não somente para o nosso trabalho e profissão, mas para a vida como um todo. Talvez a suposição de que a criança não se interessa por ler seja uma projeção de nós mesmos!

A palavra, na literatura, serve tanto à arte quanto à informação. Ambas facilitam a apropriação e construção do conhecimento. A palavra é conotativa, às vezes com vários significados e interpretações, não pode ser trabalhada com a objetividade rígida, por comportar subjetividades e a relação prazer x desprazer. A modalidade do texto literário, emocional, imaginativo, às vezes paradoxal, irônico, abusivo e metafórico… Implica em se criar significados que diferem dos textos científicos, racionais, referências e instrumentais, precisos.

O objetivo do texto literário é comunicação vivida inteiramente, gerando uma experiência sensível e cognitiva para oA literatura na primeira infância 3 leitor. A língua é mediadora dessa experiência e também a constitui, em parte, pois, é um dos planos da obra literária, gerando enredos, personagens, relações e conflitos de valores. A totalidade desses, sua composição e organização fazem o texto literário vivo pois, a literatura amplia e enriquece a visão de condições e possibilidades da vida.

Podemos não captar conhecimentos precisos como na obra científica em seus conceitos exatos, mas cada obra  literária traz, em si, a possibilidade da animação da nossa sensibilidade e critica racional da nossa imaginação, prazer, senso estético, vida sensitiva, integrando ficções a nós mesmos, sofrimentos e alegrias, prazeres e símbolos representativos do real. A literatura deve, indiscutivelmente, auxiliar crianças em sua fase imagética e de percepção de mundo.

  • Colaboração Professora Mestre Reneé leão Borges.

Publicação sugerida pelo autor.

12 Comentários Respondidos

  • Marciani Vieira Memeli  17 de julho de 2017 em 09:58

    E muito importante que os pais incentivem seus filhos ainda pequenos a leitura, pois assim aprenderão a ler e escrever mais rápido e melhor. E através da leituras as crianças e os adultos viajam, imaginando como e a historia que esta lendo.

    Responder
  • lidia da cunha freire fernandes  18 de julho de 2017 em 18:53

    Na 1° infância a literatura é primordial, pois através da mesma a criança avulsa sua curiosidade por tudo que a cerca e desperta sua imaginação e associação com o mundo real.Através da literatura a criança desenvolve sua escrita, sua oralidade e se sente mais socializado ao ambiente a qual está inserido.

    Responder
  • Kelly Pechincha De Campos  18 de julho de 2017 em 21:48

    Por muitas vezes apenas culpamos o sistema pela falta de estrutura ou verba direcionada a literatura ou ao bom uso do espaço bibliotecário, e nos acomodamos não buscando soluções em que nós mesmos possamos contribuir para esse despertar literário na primeira infância.
    É que sem o apoio e participação da família isso se torna mas difícil também, mas não quer dizer q não podemos fazer nada, entre tanto no ambiente escolar vejo que é possível contribuir e suprir essa carência desde que o docente esteja engajado a fazer algo. Pois dentro da sala de aula ele é o mediador e cabe a ele fazer acontecer de alguma forma, mesmo que não haja apoio devido ou contribuições de materiais.

    Responder
  • Adriana Lano  19 de julho de 2017 em 16:45

    A leitura nas séries iniciais é de extrema importância pois com ela as crianças conseguem desenvolver melhor a sua imaginação, a sua leitura e a sua escrita. Os pais devem estimular os filhos a ler e os professores principalmente nas sala de aula fazendo uso de vários livros diferentes, autores diferentes, e gêneros diferentes.
    Na escola onde eu trabalho a diretora criou o empréstimo de livro onde as crianças do primeiro e segundo ano toda sexta-feira pega um livro que eles desejam, e entregam na quarta-feira.
    No dia da entrega as professoras chamam alguém da sala para contar como foi a leitura daquele livro, com quem a criança leu, o que ela achou do livro, o que fala a história. Assim podemos estimular a criança a querer ler mais e mais.

    Responder
  • Rayane Silva Soares Bastos  20 de julho de 2017 em 08:23

    Trabalhar a literatura no mundo infantil, é de suma importância, pois é através dela que a criança consegue imaginar, criar e a desenvolver o gosto pela leitura. Penso que, o que está faltando em nossas escolas são profissionais interessados em sair do comodismo e que priorizem essa fase tão importante da criança, que é o momento em que a mesma começa a descobrir o mundo. Entretanto, esse momento literário não deve acontecer apenas na escola, cabe a nós pais/responsáveis incentivar e proporcionar esse momento com nossos filhos.

    Responder
  • Fábio Xavier Calais  20 de julho de 2017 em 19:57

    Incentivar as crianças á prática da leitura, é fundamental para desenvolver um cidadão ,pois o transformará em um leitor critico e competente,para enfrentar os desafios que serão gerados no seu cotidiano, pelo resto de sua vida.

    Responder
  • Larissa Volkers Pimentel  20 de julho de 2017 em 23:22

    O trabalho da literatura na vida dos alunos é de grande importância, pois sabemos que através dela os alunos começam a usar o imaginário e assim consegue se desenvolver muito mais rápido quanto na leitura e na escrita, temos que priorizar também o acompanhamento com os pais, dependemos muito da ajuda dos mesmo para que eles reconheçam que a leitura na vida de seu filho seja uma porta aberta para futuro dele, quanto na vida acadêmica e na profissional.

    Responder
  • Fabiany Gomes Soeiro  23 de julho de 2017 em 20:23

    A leitura é tão importante, estimula nossas crianças a serem mais ativas e críticas, além de melhorar sua escrita e fala. Os pais devem estar atentos e criar hábitos para as crianças lerem mais.

    Responder
  • Edmárcia Maria Kretli Neves Dias  15 de novembro de 2017 em 19:53

    Muitas pessoas podem pensar ser perda de tempo ler para alguém que ainda nem aprendeu a ler. No entanto, para que alguém se interesse por livros na vida adulta, é imprescindível que a palavra escrita faça parte de seu convívio desde a primeira infância. A compreensão de mundo chega nessa fase através dos sentidos e do afeto e a literatura consegue cumprir esse papel, extrapolando a função de auxiliar no desenvolvimento das habilidades. A literatura provoca a imaginação, o faz-de-conta, o mágico, o fantástico. Tudo pode ser lido para que descubram cores, formas, movimentos, ilustrações e possibilitem novas experiências. A vivência narrativa é rica e deve ser garantida às crianças desde a primeira infância, pois contribui para o desenvolvimento do seu pensamento lógico, sua imaginação, permitindo ampliar o vocabulário, desenvolver a concentração, a reflexão, a participação ativa, facilita o desenvolvimento da linguagem falada e escrita, enriquecendo a visão de mundo.
    Edmárcia Maria Kretli Neves Dias – Teixeira de Freitas-BA.

    Responder
  • Nivia Chiarelli A. Akahori  16 de novembro de 2017 em 18:59

    A leitura da oportunidade a situações onde a criança interage no processo de construção do conhecimento possibilitando seu desenvolvimento e aprendizagem. Apresentando esse mundo na infância incentivamos a formação do hábito da leitura e desenvolvimento do gosto e do prazer de ler ajudando a formar criaturas críticas, criativas e pensantes, que terão a capacidade de pensar sobre seu mundo e sua realidade e consequentemente construir uma consciência crítica aumentando a capacidade de transformar futuramente sua sociedade.

    Responder
  • Ana Ligia Meira  21 de novembro de 2017 em 19:13

    A leitura é uma arma poderosa contra a ignorância deste mundo. Te leva a vários mundos, muda sua forma de pensar, amplia novos horizontes, te traz oportunidades incríveis, conhecimento capaz de transformar vidas.
    É de suma importância que a criança seja estimulada com a leitura desde o ventre materno, e durante toda a sua infância, mesmo que ainda não saiba ler convencionalmente, mas o contato, o manuseio com os livros, ouvir outras pessoas lendo para ela a tornará letrada, e com isso, ler será algo prazeroso, consequentemente será uma grande leitora quando adulta.

    Responder
  • Danielle Servin  21 de novembro de 2017 em 23:50

    Mesmo com toda sua importância, o ato de ler está sendo deixado para trás, o seu espaço na vida diária das pessoas está reduzindo cada vez mais, já que as novas tecnologias são mais atrativas para os jovens e as crianças, do que ler um bom livro.
    Constata-se que parte dessa realidade recai sobre responsabilidade da escola, onde há uma deficiência no ensino da leitura que se inicia nos primeiros anos do Ensino Fundamental, em que as atividades que deveriam ser prazerosas e atraentes, são realizadas de forma mecânica e tortuosa, apenas como uma obrigação escolar, mantendo a função fundamental da leitura para a aquisição do gosto pela mesma distante da sala de aula: o prazer em ler.

    Responder

Deixe um comentário

Por favor, insira seu nome. Por favor, indique um endereço de email válido. Por favor, indique uma mensagem.