CORPO E MENTE: O SISTEMA NEUROFUNCIONAL

► O sistema nervoso – coordena, integra, organiza as funções do organismo, suas relações internas e as relações internas e as relações com o ambiente externo;Tópicos revelantes em Neuropedagogia -Parte 01 2

► O sistema nervoso é único, mas tem especificidades, daí dizermos que há o central e o periférico;

► No sistema nervoso central destacam-se o encéfalo e a medula espinhal. São os primeiros a se formar na fase inicial do pré-natal;

► Todos dois possuem forte proteção (caixa craniana / coluna vertebral) e são envolvidos por membranas (meninges) onde, entre elas o líquido cefalorraquidiano protege e nutre os órgãos neurais;

► O encéfalo compreende o fabuloso cérebro, o cérebro e o bulbo, mas é o cérebro a porção mais volumosa (1.300gr) cheio de circunvoluções. Nele está o córtex cerebral;

►A medula faz o trabalho de condução nervosa e de uma série de atos reflexos e motores;

► Muitos consideram o sistema nervoso similar à uma rede telefônica, ou quem sabe, de interconexões no estilo dos computadores;

► No sistema nervoso temos a central que recebe e realiza ligações com inúmeros setores do corpo funcional;

► Se a central é formada pelo encéfalo medula, a parte periférica compreende o conjunto de nervos (fios) do nosso corpo;

► Estes são interligados com as funções límbicas ou emocionais e o sistema endócrino, nesta relação (integram articulações das vísceras, coração, intestino, etc…);

► A ciência hoje relaciona nossas experiências de vida, pensamentos, sentimentos… Com funcionamentos corpóreos mentais, podendo redundar em distúrbios psicossomáticos;

► Uma “rede” de nervos (sistema nervoso autônomo) é responsável por nossos automatismos (ações involuntárias do corpo), ou vida vegetativa inclusive atuando nas contrações e expansões dos vasos sanguíneos;

► A dor é uma forma de defesa do corpo; avisa que algo não está certo e aciona o corpo para corrigi-lo;

► A ansiedade, angústia, insegurança, medo, desespero, etc… Podem causar “panes” ou esgotamento neural alterando nossa saúde física e mental;

► O corpo depende muito de alimentos, oxigênio, higiene, exercícios, etc… E a saúde do espírito precisa da “higiene mental”, entretenimentos e boas relações psicossociais;

► As atividades de trabalho e relações produtiva têm tudo a ver com essa linha de ação saudável;

► O cérebro coordena e harmoniza os movimentos, dá o tônus muscular e faz as ligações com o equilíbrio corpo espaço (liga com canais do ouvido);

► Chamamos a isso de “trabalho cinestésico”, pois ele nos indica onde estamos e para “onde” nos dirigimos no espaço;

► Todos os sistemas e subsistemas são um conjunto vital;

► Quando nosso “sensores” (sentidos) captam as mensagens de dentro e de fora do corpo, as mensagens tem a forma de sinais químicos e elétricos em movimentos;

► As mensagens impulsionadas por “transduções” são operadas no cérebro;

► As células do sistema nervoso são os neurônios que não se reproduzem como quase todas as células do organismos. Se sofrerem danos, teremos de reativar outras áreas próximas;

► Essas células são alimentadas por glicose + oxigênio para obterem energia. Somos sujeitos repletos de eletricidade e química, além de magnéticos – altamente dinâmicos e sintonizados a outras “cargas” energéticas (ver mapa funcional do córtex);

► Os neurônios se conectam; a velocidade com que um impulso é conduzido de um a outro neurônio depende muito dos órgãos sensitivos e da bainha de mielina (em volta do axônio). Quando um deles apresenta fragilidades para haver comprometimentos diferenciais para os sujeitos;

►Parece haver uma “lógica pré-estruturada” para a evolução do processo mental. O ser criativo vai além das ordens de memória e organização. Ao selecionar, escolhe novos caminhos.

Publicação sugerida pelo autor.

Sem Comentários

Você pode postar o primeiro comentário.

Deixe um comentário

Por favor, insira seu nome. Por favor, indique um endereço de email válido. Por favor, indique uma mensagem.