A pobreza pode ser um terrível limite na vida e na dignidade humana, mas ela não é capaz de impedir a força da criatividade. Há uma forte busca de harmonia, de ânsia superativa que torna, os obstáculos, uma forte razão para que o ser humano mostre o seu lado criador, para além de ser criatura. Quando as forças individuais se juntam, elas se fortalecem; e alcançam uma dignidade e riqueza coletiva a partir do quase nada!

Publicação sugerida pelo autor.

Sem Comentários

Comentário encerrado